quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Disciplina

Devemos estudar música de uma forma bem tranqüila, sem pressão ou a frenética busca em ser o melhor, mais rápido, mais bonito músico de todos os tempos. Vamos deixar esse clima de guerra para outras coisas onde a vida cobra essa postura da gente.
Estudar música de uma forma relaxada não quer dizer ser um músico relaxado. Disciplina e principalmente freqüência são muito importantes.
Abaixo algumas dicas de disciplina:
Aos poucos se vai ao longe
Divida o trecho que você está estudando em pequenas partes, quanto menores melhor. Exemplo: ao invés de tirar um trecho grande de um solo e ficar repetindo os erros, tire frase por frase, só passe a próxima frase quando a anterior estiver sendo tocada, ainda que lenta, com segurança.
Tartaruga X Coelho
Sempre. Sempre treine devagar por mais ridículo que pareça o que você estiver tocando. Tudo que tocamos bem, devagar, conseguimos tocar em qualquer andamento. Quando tocamos devagar assimilamos o que estamos fazendo, tocando rápido, mesmo sem errar só conseguimos decorar, e esse não é o espírito da coisa.
O Balé dos dedos
Treine os acordes ensaiando o movimento dos dedos como se fosse uma coreografia onde cada dedo é um dançarino. Antes de tocar uma nova seqüência ensaie o movimento que cada dedo fará se deslocando de um acorde ao outro.
Mãos de gato e corpo de preguiça
Não faça movimentos desnecessários. Por exemplo morder a língua não tem nada a ver com tocar uma nota afinada. Para treinar devemos estar numa posição confortável e relaxada para que o treino seja prazeroso. E lembre-se quem trabalha na ordem:

O coração (inspiração);
A mente (nosso general);
Os nossos dedos (operários teimosos que insistem em tocar quando não devem e vice versa);
Nossa mão (apoio moral aos teimosos acima citados).
A sua fiel companheira
Esteja sempre que puder com o instrumento a mão. Reserve um momento para estudar, se desligar do mundo e se dedicar, mas também mantenha o instrumento sempre que puder em mãos. Vendo TV com a guitarra desligada na mão eu aprendi muito, não que eu tenha aprendido as músicas da novela, mas o simples fato de estar tocando qualquer coisa vai fazendo com que o seu corpo vá se adaptando e familiarizando com o instrumento, ele deve ser uma extensão de seu corpo como se você acordasse com três braços. Se você só movimentar esse braço de vez em quando você vai demorar muito tempo para conseguir usá-lo como os outros.
Menos é mais
Tocar pelo menos 5 minutos todos os dias é muito melhor do que tocar 8 horas seguidas 2 vezes por semana. Frequência é tudo.

Um comentário:

Afonso Jr. disse...

O interessante é que hoje em dia, a disciplina foi esquecida, muitos nao se preocupam em estudar regularmente. Hoje encontramos tudo mastigado em site's como youtube, cifraclub... e isso gera um certo comodismo. E um comentário a ser feito em relação ao que voce disse em tocar enquanto estiver assistindo tv, eu nao recomendo, pois voce precisa de toda a sua atenção para postura das maos e do corpo, relaxamento, controlar a tensão do corpo, porque os vicios serão inevitaveis e dão trabalho de tira-los. Mas achei mto legal o seu texto, todos nós precisamos de disciplina e eu so funciono assim, abraço